A constituição do indivíduo e os princípios constitucionais nas relações privadas.

Carlos Alberto Rohrmann, Leônidas Meireles Mansur Muniz de Oliveira

Resumo


O Direito Civil é um dos principais ramos do direito, vez que regula as mais importantes relações dos indivíduos. Relações contratuais, obrigacionais, familiares, uso e disposição de bens materiais, direitos ligados à pessoa humana e etc. Todas essas relações oriundas da lei civil sempre foram dotadas de características ditas patrimoniais, ou seja, o corpo jurídico civilista em sua gênese sempre iluminou todas essas relações à partir do viés patrimonial. Com a mudança das tendências de interpretação e foco da legislação civil muito se começou à discutir à repeito da modificação do pilar patrimonialista concedido aos direitos civis no intuito de tornar tal ramo jurídico compatível com a nova exegese legislativa. A mudança na interpretação da lei civil no ordenamento jurídico brasileiro ocorreu por meio da denominada Escola de Direito Civil Constitucional que trouxe em seu contexto teórico uma aplicação direta dos postulados da Constituição Federal de 1988 à legislação civilista. Sendo assim, o presente artigo tem como escopo relacionar as principais incidências dos princípios constitucionais na legislação civil, apresentando a teoria do Direito Civil Constitucional e todas as críticas trazidas a tal corrente.

Referências


BERNARDES DE MELLO, Marcos. Teoria do fato jurídico: plano da eficácia. São Paulo: Saraiva, 2003.

BEVILAQUA, Clóvis. Teoria Geral do Direito Civil. Rio de Janeiro: Rio e Livraria Francisco Alves, 1975.

BOBBIO, Norberto. Teoria do Ordenamento Jurídico. Brasília: Universidade de Brasília, 1999.

CANARIS, Claus – Wilhelm. Pensamento Sistemático e Conceito de Sistema na Ciência do Direito. Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1996.

CASSALI, Guilherme Machado. O Princípio da Solidariedade e o Artigo 3º da Constituição da República Federativa do Brasil. Revista Eletrônica Direito e Política, Itajaí, v. 1, n. 1, 3º quadrimestre de 2006. Disponível em www.univali.br/direitoepolitica. Acesso em: 12/01/2015.

GAGLIANO, Pablo Stolze; FILHO, Rodolfo Pamplona. Novo Curso de Direito Civil. São Paulo: Saraiva, 2011.

GOMES, José Jairo. Direito Civil. Belo Horizonte: Del Rey, 2006.

GOMES, Orlando. Introdução ao Direito Civil. Rio de Janeiro: Forense, 1979.

HESS, Conrad. A Força Normativa da Constituição. Tradução: Gilmar Ferreira Mendes. Porto Alegre. Editor: Sergio Antônio Fabris, 1991.

JÚNIRO, Rodolpho Sampaio. Da liberdade ao controle: os riscos do novo direito civil brasileiro. Tese de Doutoramento, publicada na forma E-book. Disponível em: http://books.google.com.br/books/about/Da_liberdade_ao_controle_os_riscos. Acesso em: 10/12/2014.

KANT, Immanuel. A metafísica dos Costumes. São Paulo: EDIPRO, 2003.

KELSEN, Hans. Teoria Pura do Direito. Coimbra: Armênio Amado, 1976.

REALE, Miguel. Filosofia do Direito. São Paulo: Saraiva, 1999.

VENOSA, Sílvio Salvo. Direito Civil. São Paulo: Atlas, 2014.


Texto completo: PDF

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .